Expressões com a palavra “rain”

Posted on 15. Jan, 2012 by in Intermediário

Hey, what’s up?

Hoje está um dia extremamente chuvoso aqui em Bebedouro (SP) e vou aproveitar a ideia do Alessandro com seu post lá no English Experts para apresentar pra você algumas frases bem comuns usando a palavra rain, como substantivo (chuva) e como verbo (chover).

Rain é chuva! Se dizemos que ontem à noite ventou e choveu muito dizemos que yesterday was a night of wind and rain. Como você não previa a chuva você deixou sua bicicleta fora de casa, na chuva, out in the rain. Quando a chuva é muito forte dizemos que ela é heavy, torrential ou pouring. Veja um exemplo:

There will be heavy rain in most parts of the country.
Haverá chuva forte na maior parte do país.

Chuva fraca é light rain e um pé d’água é a heavy shower of rain. Nos Estados Unidos não se conta a chuva em centímetros, e sim em polegadas, inches. Como hoje está raining very heavily ou raining cats and dogs (chovendo a cântaros), posso dizer que an inch of rain fell in an hour (uma polegada de chuva caiu em uma hora), bastante coisa! E como tem sempre gente desprevenida e sem guarda-chuva, também digo que as the first drops of rain fell, they ran for cover (quando as primeiras gotas de chuva cairam, eles correram para se proteger). Hoje está pouring with rain (chovendo canivete) mas hoje à tarde didn’t look like rain (não parecia que ia chover).

Usamos a forma plural the rains para indicar a temporada da chuva. Veja um exemplo: Last year, the rains came on time in April. (Ano passado as chuvas começaram na época certa em abril). Dizemos também que a rain of something é uma grande quantidade de coisas que estão caindo ou voando pelo ar, juntas.

The archers sent a rain of arrows towards the enemy. (Os arqueiros enviaram uma chuva de flechas em direção ao inimigo.)

E é claro que continuarei escrevendo aqui no blog faça chuva ou faça sol, come rain or shine! Se está chuvo, está rainy. Se não chove há algum tempo, está rainless. E se algo é certo de acontecer, é right as rain! Se dizemos que desgraça pouca é bobagem, it never rains but it pours!

Temos também alguns phrasal verbs com o verbo to rain. To rain down on algum lugar é quando cai muita coisa em certo lugar. Por exemplo se durante uma guerra os aviões jogam muitas bombas numa cidade, podemos dizer que bombs rained down on the city. E quando um evento é cancelado devido à chuva, ele é rained off ou rained out.

É legal você ler este post de novo, mas se você tiver que to take a rain check, deixar para fazer isso outro dia, tudo bem, está perdoado.

Por hoje é só! Tenha uma ótima e produtiva semana!

Como usar a palavra ‘outdoor’

Posted on 13. Jan, 2012 by in Iniciante

Out é fora, em inglês, e door é porta. Vem do termo outdoors (ao ar livre), que, por sua vez, veio de out of doors. Na verdade, um “outdoor” não existe em inglês. Outdoor é uma redução de outdoor advertisement (anúncio ao ar livre), ou também outdoor advertising (publicidade ao ar livre). A palavra inglesa para o que, no Brasil, se considera um outdoor, é billboard.

Bill é conta, mas também é uma palavra antiquada, significando cartaz, e board é painel. A palavra bill ainda se usa nos Estados Unidos, mas só em cartazes colocados oficialmente pela prefeitura: post no bills (não colocar cartazes).

Vejamos alguns exemplos:

1. (outdoor: adjetivo) I traveled to the mountains for a little outdoor adventure. (Viajei às montanhas para um pouco de aventura ao ar livre.)

2. (the outdoors: substantivo) I don’t like working in a closed office. I prefer the outdoors. (Não gosto de trabalhar num escritório fechado. Prefiro ao ar livre.)

3. (outdoors: advérbio) It’s better to spray that paint outdoors. (É melhor você pintar lá fora.)

4. (billboard) Advertisers are putting billboards on buses now. (Os publicitários agora estão colocando outdoors nos ônibus.)

 

Referência: Inglês Made in Brasil, de Ron Martinez (Editora Campus)

Por hoje é só, nos vemos semana que vem!

Teste seu vocabulário avançado – Respostas

Posted on 12. Jan, 2012 by in Avançado

So, I’m sure you learned a lot from yesterday’s advanced vocabuary test, didn’t you? Let’s check out the answers, shall we?

1. a. A malapropism is the comical misuse of words, especially those similar in sound. Here, the speaker says, “ammonia” instead of “pneumonia.”

2. b. To importune is to ask incessantly or beg persistently.

3. d. An opprobrious remark is one that is scornful and expresses contempt.

4. a. To remonstrate is to say or plead in protest or objection. Remonstrate can also mean to scold or reprove.

5. c. An effusive remark expresses emotions in an unrestrained or excessive way.

6. a. A derisive comment expresses scorn and ridicules or mocks something or someone.

7. b. A solecism is a mistake in the use of language or a violation of good manners or etiquette.

8. a. A sententious reply is one that is full of maxims and proverbs offered in a self-righteous manner. Sententious can also mean expressing oneself tersely.

9. b. An oxymoron is a figure of speech containing a seemingly contradictory combination of words. Authentic reproduction and new classic are oxymorons.

10. c. To gainsay is to deny, contradict, or declare false; to oppose.

Did you get your answers right? I’m sure you did!

See you next time!

Teste seu vocabulário avançado

Posted on 11. Jan, 2012 by in Avançado

Hey, there!

What do you say we test your advance vocabulary with this quick test?The answers will be online tomorrow, ok?

1. “Bundle up,” said Aunt Margaret. “I don’t want you getting sick and coming down with ammonia.” The underlined word is a(n)
a. malapropism.
b. solecism.
c. oxymoron.
d. harangue.

2. Jack pleaded, “Can I go on the rollercoaster one more time, Mom? Please? I really, really want to. Pretty please? I’ll do extra chores this week. Please?” This little boy is
a. gainsaying his mother.
b. importuning his mother.
c. disparaging his mother.
d. censuring his mother.

3. “You are hopeless! I cannot believe your files are in such disorder,” the irritable supervisor shouted. This remark is
a. effusive.
b. sententious.
c. bombastic.
d. opprobrious.

4. “Come on, Mom! You’re not being fair! Why can’t I stay out until midnight just like my friends? I’m old enough,” stated Marissa emphatically. This teenager is
a. remonstrating her mother.
b. importuning her mother.
c. gainsaying her mother.
d. being sententious.

5. “Oh, wow! I just can’t believe it! I’m so excited! This is the best thing ever! I am very, very happy,” the new homeowner declared. This remark is
a. bombastic.
b. eloquent.
c. effusive.
d. sardonic.

6. The cranky old coach yelled, “You call that a pitch? I’ve seen rookies with better aim.” This remark is
a. derisive.
b. sententious.
c. voluble.
d. effusive.

7. “We’d only just met the host when Kenny told her that her house desperately needed a makeover,” Janine said. “I was so embarrassed!”
Kenny’s comment was a(n)
a. malapropism.
b. solecism.
c. oxymoron.
d. platitude.

8. “Well, son, I’ve got news for you: You win some, you lose some. Besides, it’s not whether you win or lose that counts. It’s how you play the game,” my old-fashioned dad said. This remark is
a. sententious.
b. sardonic.
c. eloquent.
d. derisive.

9. “They’ve labeled the poster an authentic reproduction,” the antique dealer said. “That’s like calling a book on the bestseller list a new classic.” The underlined words are examples of a(n)
a. malapropism.
b. oxymoron.
c. platitude.
d. repartee.

10. “No, that’s not how it happened,” the honor student said. “Julianna is lying. Winston didn’t steal her idea; she took it from him.” This speaker is
a. censuring.
b. disparaging.
c. gainsaying.
d. mincing.

 

Expressões com a preposição “for” – Parte 02

Posted on 10. Jan, 2012 by in Intermediário

Hi, there!

Na semana passada vimos algumas expressões idiomáticas com a preposição for e hoje continuamos com mais algumas. Lembre-se de que para aprender inglês corretamente você precisa revisar sempre o que já foi apresentado para sedimentar seus conhecimentos ainda mais. Clique aqui para revisar as primeiras expressões com a preposição for.

Shall we start? (Vamos começar?)

for example/instance – por exemplo. I know a lot of people here. Fred, for example, is my co-worker. (Conheço muita gente aqui. O Fred, por exemplo, trabalha comigo.)

for free – de graça. They expected me to sing for free at their anniversary. Why’s that again? (Eles esperavam que eu cantasse de graça no aniversário deles. Por quê mesmo?)

for fun – de brincadeira, por prazer. Guga said he’s retired and now he only plays for fun. (Guga disse que ele se aposentou e que agora só joga de brincadeira.)

for good – para sempre. If you do that you’ll lose her for good. (Se você fizer isso, você a perderá para sempre.)

for hire/rent – aluga-se, para alugar. There are four tennis courts available for hire at the hotel. (Há quatro quadras de tênis para alugar no hotel.)

for kicks – de brincadeira. I just play the banjo for kicks – I’m not very good at it. (Só toco banjo de brincadeira – não sou muito bom nisso.)

for love / money – por dinheiro / amor. Would you do that for love or for money? (Você faria isso por amor ou por dinheiro?)

for nothing – de graça; por nada. You don’t expect me to work for you for nothing, do you? (Você não espera que eu trabalhe para você de graça, né?) – He was not called “angel of death” for nothing. (Ele não era chamado de “anjo da morte” por nada!)

for old time’s sake - em nome do passado, para recordar o passado. How about a drink, just for old times’ sake? (Que tal um drinque, só para lembrar os bons tempos?)

for one’s own sake - para o seu próprio bem. Don’t be mad at me. I’m just saying this for your own sake. (Não fique bravo comigo. Eu só estou dizendo isso para o seu próprio bem.)

for pleasure – por prazer. He did it for pleasure, not for money. (Ele fez por prazer, não por dinheiro.)

for real – de verdade, pra valer. Is this for real? That’s what I want to know. (É pra valer? É isso que eu quero saber.)

Confira na semana que vem a terceira e última parte das expressões com a preposição for.

Clique aqui para ler a primeira parte.

Você acredita que pode falar inglês?

Posted on 09. Jan, 2012 by in Iniciante

Hey, there! How’s it going?

Hoje gostaria de conversar com você um pouquinho sobre suas crenças. Fui criado com a expressão “ver para crer”, que sempre me passou uma noção um tanto cética, e com o tempo e vivência hoje acredito no “crer para ver”. Sim, “crer para ver” é o que muita gente chama de fé, mas hoje vamos falar das crenças que temos quando vamos estudar um idioma.

Quando vamos fazer alguma coisa temos dois tipos de crenças: as limitantes e as crenças que nos fortalecem. As crenças limitantes são aquelas que te perseguem quando você vai aprender inglês e te impedem de dar o melhor de si. Tais crenças podem ser chamadas de “traumas” que temos ao aprender inglês. Eu tive uma aluna de inglês, já adulta, que sofria muito pois na quinta série a professora de inglês a tinha chamado de “burra”. Aos olhos de uma criança de 10, 11 anos, isso é devastador.

Uma outra crença limitante é que eu “nunca vou conseguir falar inglês fluentemente”. Essa aí faz parte do cotidiano de muita gente e quando acreditamos que não conseguimos, não conseguimos mesmo. Lembro de ter lido num livro de Joe Vitale a frase:

If someone has done it, I can do it too!

E isso é a mais pura verdade. Crescemos ouvindo frases estereotipadas como “os franceses são esnobes”, “os americanos são frios”, e coisas do tipo. A primeira coisa que temos que fazer é ter conhecimento de causa pois o relacionamento com um francês esnobe ou um americano não tão cordial não deve caracterizar todos da mesma nacionalidade. Tenho certeza de que você já encontrou um brasileiro com um comportamento não muito afável ou aquele cara no seu trabalho que é super esnobe, não é?

Acreditar que você consegue, sim, falar inglês fluentemente, é o primeiro passo. Exige, sim, muito estudo, pois nada vem de graça e certamente você não consegue aprender dormindo. Hoje em dia temos a cultura de que tudo vem mais fácil mas o aprendizado de qualquer coisa requer estudo, dedicação e consistência. Uma técnica muito interessante é alinhar seu corpo, seu fisiológico, antes de estudar inglês. Oh yeah! Faça um alongamento, mantenha a postura correta e quando você estiver estudando e der aquele soninho, levante-se, vá tomar uma água, alongue-se de novo e retome.

Tenha as crenças que te fortalecem, as empowering beliefs, na sua cabeça o dia inteiro, por mais difícil que seja. Certamente você já ficou frustrado por não ter entendido muita coisa naquele exercício de listening na sua aula. Agora eu te pergunto, “Você chegou em casa e ouviu novamente?”, “Tentou fazer de novo?”, “Tentou transcrever o texto?”. Seja responsável pelo seu aprendizado. Nenhum livro, escola, software ou professor pode aprender por você. Lembre-se, if anyone has done it, you can do it too!

Tenha uma ótima e produtiva semana e lembre-se de deixar seus comentários!

Expressões idiomáticas com animais

Posted on 05. Jan, 2012 by in Intermediário

E aí, tudo bem com você?

É claro que o reino animal não poderia ficar de fora das expressões idiomáticas em inglês e hoje vamos aprender quatro delas: smell a rat, go to the dogs, fishy e take the bull by the horns. Começamos?

A expressão to smell a rat (cheirar um rato) é usada quando achamos que algo está errado. Veja o seguinte diálogo:

A – How come the front door is open? Didn’t you close it before we went shopping? (Por que a porta da frente está aberta? Você não fechou antes de irmos fazer compras?)
B - I’m sure I did. I can’t understand it. (Tenho certeza de que sim. Não estou entendendo.)
A – Frankly, I smell a rat. (Francamente, estou desconfiado.)
B – Me, too. I’m convinced that something is definitely wrong here. (Eu também. Estou convencido de que algo está errado aqui.)
A – We’d better call the police. (É melhor chamarmos a polícia.)

Já que falamos do rato, agora vamos falar do cachorro com a expressão to go to the dogs. Usamos tal expressão quando algo está estragada, caindo aos pedaços, geralmente uma casa. Veja um exemplo:

Have you seen their house lately? It’s really gone to the dogs. I guess with a little carpentry work and some paint it could look pretty decent. (Você viu a casa deles ultimamente? Está caindo aos pedaços. Acho que um uma reforma e uma pintura poderia ficar bem decente.)

Fishy! Sim, o peixe também entrou na roda das expressões e não por razão muito boa. Algo que é fishy é suspeito, as pessoas desconfiam, não gera muita confiança. Olha aqui um exemplo:

When the security guard saw a light at the store after closing hours, it seemed to him that there was something fishy going on. He called the central office and explained to his superior that he thought something strange ocurring. (Quando o segurança viu uma luz na loja depois de estar fechada, pareceu-lhe que havia algo suspeito acontecendo. Ele ligou para o escritório central e explicou ao seu superior que ele achava que algo estranho estava acontecendo.)

Nossa próxima expressão é to take the bull by the horns. Imagina você, pegando um touro pelo chifre, o que te lembra? Que você é muito corajoso e toma decisões em situações difíceis de forma eficiente. Vamos ver um exemplo?

Julie had always felt that she was missing out on a lot of fun because of her clumsiness on the dance floor. She had been putting off taking lessons, but she finally took the bull by the horns and went to a professional dance studio for help. (A Julie sempre achou que estava perdendo toda a diversão por causa da sua falta de jeito na pista de dança. Ela estava adianto fazer umas aulas mas finalmente enfrentou a situação e foi a uma academia de dança e pediu ajuda.)

Por hoje é só! Nos vemos semana que vem, ok? Tenha um ótimo fim de semana.

Using “go” to express change

Posted on 04. Jan, 2012 by in Avançado

Hey, there!

With some adjectives, we use go (and not get) to mean “become”, usually with color words. Here are some translated examples. Remember that the translation in Portuguese may not be as exact as their English correspondent.

Leaves go brown. (As folhas ficam marrons.)
People go (As pessoas ficam)
… red. (vermelhas – de raiva)
… pale. (pálidas)
… white with anger. (brancas de raiva)
… blue with cold. (azul de frio)
… green with seasickness or envy. (verde de enjoo ou inveja)
… purple with rage. (roxo de raiva)

We can use the verb to turn in these expressions, and is more common than go in a formal style of English. We use the verb go with adjectives in many cases where people or things change for the worse (especially when the change is permanent or difficult to reverse).

People go (As pessoas ficam)
… mad. (bravas/loucas)
… crazy. (loucas)
… bald. (carecas)
… deaf. (surdas)
… blind. (cegas)
… grey. (grisalho)

Horses go lame. (Os cavalos ficam mancos.)
Things go wrong. (As coisas dão errado.)
Beer goes flat. (A cerveja fica choca.)
Jam goes sugary. (A geleia fica açucarada.)
Meat goes off / bad. (A carne estraga / fica passada.)
Milk goes off / sour. (O leite estraga / azeda.)
Cheese goes moldy. (O queijo estraga.)
Fruit goes rotten. (A fruta fica podre.)
Bread goes stale / hard. (O pão fica duro / murcho.)
Iron goes rusty. (O ferro fica oxidado.)
My finger has gone number. (Meu dedo adormeceu.)

Note that we can use come in some expressions to say that things finish up all right.

My dream has come true. (Meu sonho se realizou.)
It’ll all come right in the end. (Tudo vai dar certo no final.)
Your shoelace has come undone. (Seu cadarço se desfez.)
A few pages came loose. (Algumas páginas se soltaram.)

That’s all for today! See you next time!

Fale inglês em 24 horas!

Posted on 03. Jan, 2012 by in Iniciante

Fica tranquilo, não é nenhuma propaganda de “aprenda inglês dormindo” ou algo do estilo Jack Bauer. Escolhi o título do post acima pois quando comecei a lecionar, aos 17 anos, esse era o slogan da escola. E também não era mentira: o método tinha 24 lições de uma hora e no final do curso você saía falando algumas frases bem úteis.

Bom, mas o propósito do post hoje é dar aquele boost em você, meu querido leitor, que começou o ano meio desanimado com seu inglês. Juro que hoje vou dar dicas super rápidas e práticas. Sim, aquelas que você certamente vai conseguir pôr em prática no seu corrido dia-a-dia.

Estude inglês todos os dias.
Sim, todos os dias, inclusive sábados, domingos, feriados e aquele dia que você acordou com aquela ressaca lascada e só quer ver Gatorade na frente. A constância e persistência são elementos chave para o seu sucesso. Quando digo estudar não me limito a você abrir o livro e fazer seu homework (embora isso seja de suma importância também).

Para mim, estudar pode ser assistir um pedaço de um filme com a legenda em inglês, ler aquele graded reader que seu teacher te emprestou, traduzir aquela música da Adele que você chora ao ouvir, etc.

Não exagere no tempo.
Quando começamos algo com muita animação queremos colocar o máximo de tempo possível, não é? Então, isso pode ser prejudicial pois você pode perder o ânimo. Se possível, estude em doses homeopáticas durante o dia, um pouco de cada vez. Releia aquele texto que você viu na aula ontem, ouça novamente o diálogo do exercício de listening que você não entendeu muito, leia o roteiro atrás do livro, etc.

Economize!
Sim, para estudar sempre rola uma grana e você pode usar o que tem de material para aprender, e um monte! Seu livro didático é uma fonte enorme de conteúdo, então estude-o completamente, refaça os exercícios. Você não precisa comprar novos livros ou materiais de áudio, a Internet está cheia de coisa GRÁTIS. Sabe aquele site, pequeno que tem uma dúzia de vídeos, o Youtube? Então, fonte inesgotável de conhecimento!

Acredite em você!
Pensa numa coisa: você conhece algum brasileiro que fala inglês fluente? Conhece, né? Então, se essa pessoa fala inglês fluente, você também pode falar, e fim de conversa! Sem desculpinhas como, “Ah, ele é professor!”, “Ah, ele trabalha com gringo o dia inteiro e pratica” ou “Ah, ele fez intercâmbio!”. Quem dá muitas desculpas fica bom só nisso: em dar desculpas!

Como diz uma amiga, “Firma o cavalo e vai à luta!”

Desejo que seu 2012 seja cheio de conhecimento e que seu inglês melhore, não só um pouco, mas muito e que isso te abra portas para sua vida pessoal e profissional!

Abraço grande!

Adir Ferreira

Expressões com a preposição “for”

Posted on 03. Jan, 2012 by in Intermediário

Muita gente acha que para aprender inglês temos que somente decorar uma lista de palavras e colocá-las na ordem correta. Na verdade, algumas combinações de palavras são tão improváveis e com signfiicados diferentes que nos surpreende. Veja o que acontece com a preposição for.

A preposição for faz parte de várias expressões idiomáticas bem comuns no inglês do dia-a-dia. Vamos aprender algumas?

for a song - por muito pouco dinheiro. I bought that Chinese vase for a song, I can’t even believe it! (Comprei esse vaso chinês por uma ninharia, nem estou acreditando.)

for a start, for starters - para início de conversa. I don’t think you should go out with him. He’s too old for you, for a start. (Acho que você não deveria sair com ele. Ele é muito velho para você, para início de conversa.)

for a while – por um momento, durante um certo tempo. He decided to stay there for a while. (Ele decidiu ficar lá por um momento.)

for ages - há muito tempo, há séculos. I’ve been waiting here for ages, where the heck have you been? (Estou esperando aqui há séculos, onde você estava?)

for all I care – por mim. I was in love with her and for all I cared, she could go bald. (Eu estava apaixonado por ela e, por mim, ela podia até ficar careca.)

for all I know – que eu saiba. For all I know, it was not suicide, it was murder! (Que eu saiba, não foi suicídio, foi assassinato!)

for apprearance’s sake – só para manter as aparências. The wedding was celebrated just for appearance’s sake. (O casamento foi celebrado só para manter as aparências.)

for better or for worse – seja como for, em qualquer circunstância. Gone are the days when a wife could do nothing but stay with her husband, for better or for worse. (Já se foram os dias em que uma esposa não tinha outra coisa a fazer senão seguir seu marido, não importa em que circunstâncias.)

for cause – por justa causa. According to the contract he signed, in case he was fired for cause, no salary was due to him. (De acordo com o contrato que ele assinou, em caso de demissão por justa causa, ele não receberia nenhum salário.)

for crying out loud – pelo amor de Deus. For crying out loud, stop that noise! (Pelo amor de Deus, pare com esse barulho!)

for days on end – durante dias a fio, sem parar. It’s been snowing for days on end. (Está nevando há dias sem parar.). Podemos substituir days por hours, weeks, months, years, etc.

for ever and a day – para todo o sempre. When he was taken to prison she said she would be waiting for him for ever and a day. (Quando ele foi preso, ela disse que ficaria esperando por ele para todo o sempre.)

Na semana que vem aprenderemos mais expressões com a preposição for. Fique de olho!

This is it for today! See you next time!