My End of the Year Message For You

Posted on 29. Dec, 2014 by in Culture, Uncategorized, Vocabulary

This is me!

 

Olá, pessoal! Tudo bem por aí? Espero que sim!

Wow! 2014 has been a great year for me and it’s coming to an end, so I would really like to thank you, my dear reader.

Thank you!

Thank you for supporting our work
Thank you for commenting and sharing our posts
Thank you for giving us feedback so we can deliver the best content for you

We all make plans for the incoming year and Mafalda’s perception goes a little deeper!

“People expect the incoming year to be better than the previous one.”
“I bet the incoming year expects people to be better.”

What about you? What are your New Year’s Resolutions? Here are some suggestions in Portuguese:

– aprender um novo idioma
– perder peso
– fazer mais exercícios
– parar de fumar
– curtir mais a vida
– entrar numa academia
– beber menos
– pagar todos os cartões de crédito
– ser mais pontual
– fazer novos amigos

Bom, nos vemos no ano que vem! Que você tenha muita saúde, muito sucesso e muito trabalho! Te deixo com os fogos de Copacabana do ano passado. Enjoy!

YouTube Preview Image

Intermediate Conversation: Solving a Crime

Posted on 20. Dec, 2014 by in Culture, Uncategorized, Vocabulary

Olá, pessoal!

Before the year ends, let me help you improve your Portuguese with a conversation about solving a crime. There is a vocabulary list before the conversation so you’ll get acquainted with the new words and expressions.

Vamos lá!

Resolvendo um Crime

Image via http://bit.ly/1xt6Azw

Vocabulary

pacificamente – peacefully
farmácia – drugstore
refrigerante – soda
do lado de fora – outside
tiros – gunshots
em pé – standing
ao lado de – next to
segurando uma arma – holding a gun
prendeu – arrested
investigador – detective
interrogando – questioning
exatamente – exactly
enquanto – while
foi informado – was informed
direitos – rights
saquei minha arma – I pulled out my gun
bem silencionsamente – very quietly
porta dos fundos – back door
caixa – cash register
funcionário – clerk
deitado – lying
balcão – counter
um tanto – somewhat
levar uma arma consigo – to carry a gun
porte de arma – gun permit
até tarde da noite – till late at night
delegacia – police station
abalados – shaken up, upset
descobrir a verdade – figure out the truth

Antônio e sua esposa Maria estavam andando pacificamente pela rua quando pararam numa farmácia para comprar um refrigerante. Antônio entrou e Maria ficou esperando do lado de fora. Enquanto Maria esperava, ela ouviu tiros. Ela pegou seu celular e ligou para a polícia. Quando a polícia chegou, o Antônio estava dentro da farmácia, em pé ao lado de um homem morto e segurando uma arma. Um policial prendeu o Antônio e um investigador agora está interrogando a Maria.

Investigador: O que aconteceu exatamente?
Maria: O Antônio e eu paramos aqui para comprar um refrigerante. Nós íamos ao cinema e enquanto eu estava esperando, ouvi tiros, então chamei a polícia.
Investigador: Você viu alguém entrar ou sair da farmácia?
Maria: Não, senhor.

Policial: O senhor Antônio foi informado dos seus direitos e decidiu falar conosco. Ele acha que não vai precisar de um advogado.
Investigador: Tudo bem. Senhor Antônio, o senhor pode me dizer o que aconteceu?
Antônio: Eu estava entrando na loja quando ouvi tiros. Saquei minha arma e entrei bem silenciosamente. Vi um homem sair pela porta dos fundos. O caixa estava vazio e o funcionário estava deitado atrás do balcão.
Policial: O senhor não acha que é um tanto perigoso entrar num lugar depois de ouvir tiros? Por que o senhor entrou?
Antônio: É difícil explicar. Talvez eu pensei que eu pudesse ajudar.
Investigador: Também é perigoso levar uma arma consigo. O senhor tem porte de arma?
Antônio: Sim. É necessário que eu tenha uma arma porque eu trabalho sozinho numa loja até tarde da noite.
Policial: Bem, vou ter que levar o senhor para a delegacia enquanto os investigadores analisam a cena do crime.
Maria: Mas tenho certeza de que o Antônio está dizendo a verdade. Ele é muito honesto.
Investigador: Sei que vocês dois estão abalados. Mas temos que coletar as provas. Daí descobrir a verdade não será difícil.

Do you believe Antônio’s version? What do you think actually happened?

Want more free resources to learn Portuguese? Check out the other goodies we offer to help make your language learning efforts a daily habit.

What the heck does “Xô” mean?

Posted on 15. Dec, 2014 by in Culture, Uncategorized, Vocabulary

“Xô” is something (as I can’t quite say it’s an expression) that we say when we want something away from us, when we don’t want it to approach.

A really common and widespread one is Xô, Saravá!

Although saravá has a good connotation in a few religious groups it has received, over time, a quite bad meaning, as if it were a jinx.

That said, Xô, saravá is said to scare away jinxes of all sorts.

You can also get rid of jinxes by saying:

Xô, mal-olhado!

Mal-olhado literally means “Badly looked”, as if someone would be looking at someone or something and wishing to jinx it. But yeah, you can use it pretty much in any situation.

Você viu a cara que ela fez pra mim na minha formatura? Xô, inveja! [Go away, envy!]

Another very common use is to scare away your occasional lazyness: Xô, preguiça!

You can also say: Sai, preguiça!

I have definitely heard people scare dogs (or pretty much any animal or person) by saying that:

Xô, xô, xô! Xô, cachorro! (That almost comes out as a tongue twister)
Xô daqui! (Get outta here!)
Xô do meu lugar, Lucas.

These are expressions you’re only going to listen in real situations in a Portuguese-speaking country, not in a textbook.

You can also hear:

Chispa daqui!
Rala daqui!
Rapa fora! (I particularly love this one!)

This is a poster for preventing dengue fever:

Well, this is it for today.